Após prisão, fuzil é achado em valeta

Depois de prender na manhã de ontem o oitavo envolvido no roubo dos sete fuzis calibre 762 do 6.º Batalhão de Infantaria Leve de Caçapava (115 km de São Paulo), à tarde o Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) de São José dos Campos anunciou a recuperação da última arma desaparecida desde o dia do assalto, em 8 de março. Gerson Cândido de Oliveira Júnior prestou depoimento em São José. O fuzil estava em uma valeta às margens da Rodovia Carvalho Pinto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.