Após tragédia no Rio, professores organizam paralisação

Sindicato também fará um ato amanhã na Cinelândia, para demonstrar indignação contra atentado no Realengo

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

07 de abril de 2011 | 16h32

SÃO PAULO - O Sindicato dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) convocou uma paralisação das escolas municipais do Estado para esta sexta-feira, 7. Haverá também um ato público na Cinelândia, às 10h.

Segundo divulgado pelo Sepe, o objetivo da paralisação é demonstrar a indignação dos profissionais de educação contra o ato de violência que aconteceu na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, onde um atirador matou 11 crianças.

O Sepe convocou ainda as demais redes públicas e particulares de educação a se juntarem ao ato na Cinelândia. Segundo a entidade, há "carência de funcionários administrativos nestas redes, como inspetores de alunos, pessoal de portaria, orientadores educacionais, entre outros profissionais que tem a tarefa de auxiliar o trabalho dos professores e garantir segurança no espaço escolar".

O departamento jurídico do Sepe estuda entrar na Justiça contra as autoridades municipais e estaduais responsabilizando-as criminalmente pela tragédia na manhã de hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.