Após tragédia no Rio, professores organizam paralisação

Sindicato também fará um ato amanhã na Cinelândia, para demonstrar indignação contra atentado no Realengo

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

07 Abril 2011 | 16h32

SÃO PAULO - O Sindicato dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) convocou uma paralisação das escolas municipais do Estado para esta sexta-feira, 7. Haverá também um ato público na Cinelândia, às 10h.

Segundo divulgado pelo Sepe, o objetivo da paralisação é demonstrar a indignação dos profissionais de educação contra o ato de violência que aconteceu na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, onde um atirador matou 11 crianças.

O Sepe convocou ainda as demais redes públicas e particulares de educação a se juntarem ao ato na Cinelândia. Segundo a entidade, há "carência de funcionários administrativos nestas redes, como inspetores de alunos, pessoal de portaria, orientadores educacionais, entre outros profissionais que tem a tarefa de auxiliar o trabalho dos professores e garantir segurança no espaço escolar".

O departamento jurídico do Sepe estuda entrar na Justiça contra as autoridades municipais e estaduais responsabilizando-as criminalmente pela tragédia na manhã de hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.