Aposentada é suspeita de mandar matar o filho

Aos 76 anos de idade, a aposentada Amara Conceição da Silva está sendo procurada pela Polícia Civil de Pernambuco como a principal suspeita de ter mandado matar o próprio filho, Cícero Félix Dionísio, 46 anos. O crime, ocorrido no município de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, no último dia 4 de janeiro, teria sido planejado com o auxílio de outros dois familiares de Amara: a filha, Luzinete Maria da Silva e o genro, Eduardo Silva. De acordo com informações da Polícia Civil, o trio contratou um homem identificado como Milton José de Araújo para matar a vítima. O pagamento teria sido divido em duas partes. A primeira, no valor de R$ 400,00 foi entregue na contratação. O restante, outros R$ 400,00 foi pago após o assassinato. O dinheiro foi obtido através de um empréstimo bancário feito pela aposentada. Ainda segundo a polícia, Amara e Cícero teriam brigas constantes porque ela queria deixar o imóvel para o neto, filho de Luzinete e Eduardo, mas Cícero não concordava com a decisão. Responsável pelo caso, o delegado Valdemir Maximino prendeu o casal e iniciou as buscas para capturar Amara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.