Aposentada que mandou matar o filho é presa

Um dia depois de iniciar as buscas, a Polícia Civil de Pernambuco prendeu a aposentada Amara Conceição da Silva, de 76 anos. A mulher, suspeita de ter mandado matar o próprio filho, Cícero Félix Dionísio, de 46 anos, estava escondida na área rural do município de Ipojuca, na região Metropolitana do Recife. Cícero foi morto com cinco tiros, no último dia 4 de janeiro, em frente a sua casa, localizada na área urbana da mesma cidade. O crime teria sido motivado pela disputa da posse do imóvel onde a aposentada morava com o filho.De acordo com a Polícia, Amara contratou o assassino do filho com o auxílio de outros dois parentes: a filha Luzinete Maria da Silva e do marido dela, Eduardo Silva - que já foram detidos. Para pagar os R$ 800,00 combinados com o assassino, a aposentada fez um empréstimo bancário. O matador foi identificado como Milton José de Araújo e está foragido.Segundo o delegado responsável pelas investigações, Valdemir Maximino, Amara foi detida, hoje de manhã, na casa de uma filha, no Sítio Pindoba. Em depoimento à Polícia, Amara teria confessado que decidiu mandar matar o filho porque ele se recusava a aceitar que ela transferisse a posse do imóvel para o neto, filho de Luzinete e Eduardo. Ainda segundo a aposentada, Cícero estaria ameaçando-a de morte, chegando a agredi-la fisicamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.