Aposentado morre na fila do INSS em Maceió

O aposentado João Pereira da Silva, de 67 anos, teve um mal súbito hoje pela manhã e morreu na fila de um posto do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), no bairro de Jatiúca, em Maceió. O idoso chegou ao posto do INSS por volta das 5 horas, mas não chegou a ser atendido. Ele iria resolver pendências com a previdência social. Familiares de João Pereira contaram que o aposentado sofria de problemas cardíacos e tinha saído de casa - no bairro do Bom Parto - por volta das 4h30, para ser atendido o mais rápido possível, já que não poderia demorar muito tempo na fila. O aposentado teve um mal súbito antes mesmo que o posto do INSS fosse aberto pelos funcionários. O corpo de João Pereira foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Ainda pela manhã, um veículo da Delegacia de Plantão 3, do bairro de Jaraguá, esteve no local para colher dados sobre o ocorrido. Familiares do aposentado reclamaram das filas do INSS e exigiram um melhor atendimento às pessoas com mais de 60 anos de idade. Caso anteriorNo dia 13 de dezembro de 2005, o aposentado José Júlio Filho, 66 anos, morreu no posto Ary Pitombo do INSS, na praça dos Palmares, no Centro de Maceió. Ele sofreu uma parada cardíaca após dois desmaios na porta do banheiro e teve morte súbita. José Júlio tinha chegado ao posto às 7 horas, acompanhado da esposa Sebastiana Firmino da Silva, para saber se teria direito ao 13º salário. Durante a longa espera, sentiu dores no peito, pediu para ir ao banheiro, onde começou a sentir tonturas e morreu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.