Apreendidas quase 2,5 toneladas de maconha no MS

Quase duas toneladas e meia de maconha paraguaia, prensada e embalada em pacotes de cores diferentes, foram apreendidas nesta sexta-feira, 18, em Mato Grosso do Sul. As duas ocorrências foram registradas fora dos pontos estratégicos policiados por guarnições que compõem a Operação Aliança, deflagrada no início deste mês nos estados que fazem divisas com São Paulo. Segundo afirmaram patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal, os traficantes estão utilizando rotas alternativas, visando fugir das barreiras montadas para impedir a entrada de drogas destinadas aos traficantes paulistas, principalmente membros do Primeiro Comando da Capital (PCC).A estratégia adotada pelos narcotraficantes é a utilização de "entrepostos" montados em residências onde guardam grandes quantidades de maconha, principalmente, para depois serem enviadas em volumes menores para São Paulo. Esse esquema foi constatado nesta sexta, 18, quando agentes da Superintendência regional da Polícia Federal em Campo Grande, prenderam três traficantes descarregando 325 quilos da erva em uma moradia do bairro Ana Maria do Couto e acabaram encontrando mais 700 quilos do produto dentro da casa.No local, foram presos Erinaldo Ferreira Lima, de 26 anos e Carlos Roberto Ferreira, de 35 anos, quando retiravam do automóvel modelo Fiat Marea placas HRR-122, de Campo Grande, dezenas de pacotes da droga. No interior da residência foi presa Joselita Morais de Souza, que portava um revólver calibre 38. Erinaldo e Carlos tentaram fugir, mas acabaram presos, depois de vários tiros disparados pelos policiais, uma das balas acertou a perna esquerda de Erinaldo. Foi atendido na Santa Casa, dispensado e levado para a sede da PF.O segundo carregamento, pesando 1.300 quilos de maconha paraguaia, foi interceptado na BR-060, localidade de Chapadão do Sul, na madruga. A carga estava sob uma carga de carvão vegetal, transportada no caminhão Mercedes-Benz de placas KDT-7668, em Nova Várzea (GO). Foi preso o motorista do veículo, Flávio Rezende de Oliveira, 34 anos. Assunção Reinoso, 51 anos, que acompanhava o caminhão dirigindo o Ford Pampa placas BHI-0080, de Ponta Porá (MS), também acabou preso. A maconha seria entregue em Goiânia (GO).As cores diferenciadas das embalagens indicam o grupo comprador da droga. Agentes da PF, explicaram que pelas características dos pacotes, a maconha foi produzida em Capitán Bado (Paraguai), na divisa com Coronel Sapucaia (MS). A região é a maior produtora do gênero no país vizinho, com vários campos de plantações dominados por narcotraficantes brasileiro, e que estão atualmente no período pleno da colheita.Ampliadas às 17h24

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.