Apreendidos 46 quilos de cocaína com supostos integrantes do PCC em Bauru

A polícia de Bauru apreendeu na noite do último sábado 46 quilos de cocaína, em poder de quatro homens que distribuiriam a droga na cidade e, segundo o apurado, trabalhavam para o Primeiro Comando da Capital (PCC), direcionando parte dos lucros à facção criminosa. Só iniciais e apelidos dos presos foram divulgados. B. U. T., de 38 anos, seria o líder do grupo e membro da facção; P. R. M., de 25 anos, encarregado de fazer a distribuição aos traficantes menores; "Pardal", de 32 anos, seria o responsável pelo transporte da Bolívia até Bauru e "Professor", de 31 anos, o encarregado da compra e da logística do negócio.O grupo era investigado há um mês e, no sábado, foi vigiado de perto pelos investigadores que inicialmente prenderam P. R. M. e B. U. T., encontrando seis quilos da droga na casa do segundo, localizada no Parque Paulista. Em seguida, os outros dois foram detidos em suas casas e, no Ford EcoSport de Pardal, os policiais encontraram os outros 40 quilos do pó, acondicionados em pacotes que levavam inscrições em espanhol. Também foram encontrados e apreendidos uma balança de precisão, quatro veículos, R$ 7 mil em dinheiro, recibos e anotações que, segundo os policiais, comprovam a ligação com o PCC.Os quatro foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. A delegada Rejani Borro Tiritan disse que os próprios envolvidos afirmaram vender a droga a R$ 150 o grama, no varejo, o que lhes renderia R$ 6,9 milhões só com esse carregamento. Por medida de segurança, a polícia não divulgou o local para onde levou os traficantes.

Agencia Estado,

10 de setembro de 2006 | 15h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.