Apreensões chegam a 21 mil em blitz no centro da capital

Depois da interdição de um depósito de mercadorias pirateadas na Rua Carlos de Souza Nazaré, onde foram encontrados aproximadamente dois mil itens, outro prédio, desta vez na Rua Augusto Severo, foi intimado pelo Departamento de Controle e Uso do Solo (Contru) por falta de segurança. No local também foram encontradas mercadorias irregulares.Neste quarto dia da "Operação 25 de Março", já foram apreendidos cerca de 21 mil CDs e DVDs piratas, 80 litros de bebida importada sem nota fiscal e óculos escuros. A operação vistoria o centro da cidade desde segunda-feira, com o objetivo de localizar e fechar armazéns e prédios utilizados como depósitos de mercadorias contrabandeadas.Participam da operação a Guarda Civil Metropolitana (GCM), a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o Departamento de Transporte Público (DTP), o Contru, a Secretaria da Fazenda, e as polícias Militar e Civil. Um balanço total da operação será divulgado hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.