Apresentado pedido de prisão de ex-assessor Freud Godoy

O procurador da República Mario Lúcio Avelar pediu nesta terça-feira, 19, à Justiça Federal do Mato Grosso que decrete a prisão temporária de Freud Godoy, ex-assessor especial da Presidência da República, apontado como o responsável pela contratação de intermediários para a compra de um dossiê com denúncias de envolvimento de tucanos na máfia dos sanguessugas.A Justiça ainda analisava o pedido do procurador no fim da manhã desta terça. Avelar não quis dar detalhes sobre o pedido de prisão, mas informou que se baseia no envolvimento de Freud com os as pessoas ligadas à negociação do dossiê.Freud é apontado pelo advogado Gedimar Pereira Passos como o responsável pela compra de dossiê sobre o envolvimento de tucanos na máfia das ambulâncias.Na minuta com seis páginas, o procurador considerou importante que Freud seja detido temporariamente para ser interrogado sobre a compra de dossiê. Em sua sustentação, Avelar lembrou que, com o incentivo de Freud, Vedoin não cumpriu a delação premiada, como tinha sido pactuado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.