Apuração de Manaus é cancelada depois de acidente

Foi cancelada a competição das escolas de samba do carnaval de Manaus por causa da morte de Roberto Piedade, que foi eletrocutado na noite do dia 25, durante o desfile das escolas de samba. Em reunião na noite desta segunda-feira, sete dos oito presidentes das escolas de samba resolveram não abrir os envelopes com as notas, que devem ser queimados no próximo sábado. Segundo o presidente da Associação do Grupo Especial das Escolas de Samba de Manaus, Elimar Cunha e Silva, o acidente que causou a morte do integrante da escola Vitória Régia e feriu outras quatro pessoas tirou a vontade de competir das escolas. De acordo com Silva, todas as escolas vão receber troféus. Apenas o presidente da escola Reino Unido da Liberdade, Jairo Beiramar, votou pela abertura dos envelopes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.