Araçatuba amplia verba para vereadores

A Câmara Municipal de Araçatuba aprovou a criação de uma verba de gabinete de R$ 1,5 mil ao mês, para ?manutenção dos gabinetes dos vereadores?. Com isso, de agora em diante o custo de cada um dos 19 vereadores para os contribuintes de Araçatuba passa a ser de R$ 6 mil, uma vez que os legisladores já recebem R$ 3 mil de salário, e têm assessores parlamentares que ganham R$ 1,5 mil dos cofres municipais. Segundo o projeto de resolução apresentado pela Mesa Diretora da Câmara, a verba de gabinete será liberada a título de ?ressarcimento de despesas? com telefonemas, combustível, envio de correspondências, materiais de escritório, refeições e outros gastos. Para receber o dinheiro, os vereadores terão apenas que apresentar notas fiscais à Câmara. O projeto de resolução não contém nenhuma outra exigência para tornar mais rigoroso o controle do uso da verba. Para diminuir o impacto negativo da medida na opinião pública, a Câmara aprovou uma emenda do vereador Sidinei Giron (PPB) tornando o uso da verba opcional. Os que não quiserem receber o dinheiro em espécie continuarão tendo a manutenção de seus gabinetes paga pela Câmara na forma de materiais fornecidos pelo almoxarifado do Poder Legislativo. O vereador Antônio Edwaldo Costa (PDT), um dos principais defensores da aprovação da verba, disse que, pelo menos no seu caso, ela já nasce defasada. "Sou um vereador que trabalha todos os dias e isso custa pelo menos R$ 2 mil por mês", alega. Os vereadores têm a obrigação de comparecer à Câmara apenas uma vez por semana para sessões ordinárias, que duram em média quatro horas. A vereadora Edna Flor (PT), por sua vez, disse que também está sempre em atividade parlamentar, mas garante que a manutenção de seu gabinete não passa de R$ 350,00 por mês. "A verba aprovada é imoral", disse a vereadora, para quem seus colegas encontraram uma forma indireta de aumentar seus próprios salários. Somente Edna Flor e outros dois vereadores votaram contra a verba de gabinete.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.