Áreas do Campo de Marte vão ser alugadas

Para aumentar a receita com aluguel de espaços, a Infraero vai licitar novamente as áreas ocupadas por hangares de 23 empresas no Campo de Marte, zona norte de São Paulo. A estatal entende que as áreas usadas pelas empresas para estacionar aviões e oferecer manutenção são espaços comerciais – e, por isso, sujeitos à renegociação de contrato. As empresas protestam e dizem que o serviço é imprescindível para o aeroporto.

Nataly Costa,

08 Abril 2012 | 00h13

Mais conteúdo sobre:
aeroportos interior lotação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.