Felipe Iruatã/EFE - 27/12/21
Felipe Iruatã/EFE - 27/12/21

Áreas turísticas não sofrem impacto das fortes chuvas que castigaram a Bahia

Expectativa é de que o fluxo de turistas seja normal neste réveillon; chuvas deixaram milhares de desabrigados e, até o momento, 24 mortes

Heliana Frazão, especial para o Estadão

30 de dezembro de 2021 | 10h12

As fortes chuvas que castigaram o Sul e Extremo Sul da Bahia, desde novembro, provocando 24 mortes, milhares de famílias desabrigadas e desalojadas, deixando um rastro de destruição em várias áreas, não deverão provocar grande impacto sobre o turismo. Nos principais destinos turísticos do estado, os festejos da passagem de ano estão confirmados.

De acordo com a Secretaria de Turismo da Bahia, ainda não foi possível fazer um levantamento preciso sobre os estragos no setor, tendo em vista que a secretaria depende do repasse das informações dos municípios. Mas o secretário de Turismo de Itacaré, José Alves, afirmou que toda a rede hoteleira está com 100% de ocupação e, com a volta do sol, a partir desta quarta-feira, 29, a tendência é aumentar a procura por hospedagem e, consequentemente, o fluxo turístico no município.

“Infelizmente são as populações ribeirinhas, ou seja, as famílias mais humildes, que residem nas áreas mais baixas da cidade, é que sentem os maiores impactos dessas reações da natureza”, explica, acrescentando que a área mais procurada pelos turistas não sentiu tanto os efeitos das chuvas.

Segundo ele, houve desistências de reservas em hotéis e pousadas, mas, como a procura por vagas é grande, quem desistiu foi substituído por novos hóspedes. José Alves, afirma que todos os eventos de final de ano estão mantidos na cidade.

A mesma informação foi passada pelo secretário de Turismo de Porto Seguro, Miguel Balejo. Segundo ele, a rede hoteleira do município também trabalha com 100% de ocupação até o dia 31.

“É claro que algum impacto sempre acontece, afinal, são dois anos de pandemia, e agora ainda ocorre um fenômeno desse tipo, como há tantos anos não víamos por aqui, mas estamos otimistas, o sol voltou a brilhar, os hotéis estão cheios, e todos os eventos confirmados. Não haverá festa oficial, mas, vários eventos particulares, que estão mantidos”, garante.

De acordo com o secretário, alguns acessos a praias importantes do ponto de vista turístico, como Caraíva e Praia do Espelho já estão sendo recuperados e até o réveillon os estragos estarão minimizados.

A prefeitura de Cairu, município ao qual pertence Morro de São Paulo, informa que as chuvas não tiveram grande impacto sobre a região e que todos os eventos de final de ano estão mantidos. A prefeitura informa ainda que o fluxo turístico esperado será grande.

Na região de Ilhéus, um dos equipamentos turísticos mais atingidos pelas chuvas, o Eco Resort Tororomba, localizado Rodovia Ba-001, entre Ilhéus e Una, já está funcionando normalmente, segundo afirma a gerência do estabelecimento. Um lago dentro do resort transbordou devido a uma forte chuva, entre os dias 10 e 11 de dezembro, impondo a necessidade de transferir hóspedes para outros hotéis da região. Houve cancelamentos de reservas e outros hóspedes optaram por voltar aos seus destinos originais. No momento, explica a gerência, a situação está normalizada e o resort encontra-se com 70% de sua capacidade – 300 hóspedes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.