Argentina nunca mais!

O duro de sair daqui para ver neve na Argentina e ser tratado feito cachorro no aeroporto de Buenos Aires é pensar que, em Ubatuba, os pingüins em apuros aguardam numa espécie de spa o transporte de volta à Patagônia. O governo brasileiro deveria exigir, no mínimo, reciprocidade de tratamento.Deixar o Zeca Pagodinho mais de seis horas sem molhar o bico, francamente, os pingüins que foram dar nas praias da Bahia não resistiriam à metade do tempo de abandono em clima adverso. O cantor já disse aos filhos que, se for importante para eles, constrói uma pista de esqui perto de casa em Xerém, na Baixada Fluminense. Para a Argentina, a família não volta.Por aqui, quem já havia prometido apresentar neve à família nesse finalzinho de férias escolares, convém mudar de planos. Até porque, com a anunciada persistência da baixa umidade relativa do ar em São Paulo, o melhor programa para a ocasião talvez seja rever um pouco de chuva no Rio Grande do Sul. UPGRADE MUSICALCaetano Veloso ficou em segundo lugar no ranking Beyond da DownBeat. Seja lá o que isso significa, parece mais importante que ganhar o Grammy de World Music.JÁ ERA!Nem a presença de Barack Obama salvaria a Rodada Doha de um fracasso total. Só se fala disso em Genebra.Proteção naturalNem todo atleta precisará usar máscara contra a poluição em Pequim. Muitos já são mascarados por natureza.Pau a pauMultas de trânsito em São Paulo podem bater recorde de Batman em arrecadação.Papo furadoO TSE quer criar uma força-tarefa para enfrentar a ingerência da criminalidade nas eleições cariocas. Força-tarefa, como diz o jornalista Guilherme Fiúza, "é uma entidade imaginária que ganha as manchetes toda vez que algum mal ronda o país". Não serve pra nada, mas dá a impressão de que "agora vai"! Fazendo escolaA julgar pelas circunstâncias da morte do brasileiro André Martins numa blitz de trânsito nos EUA, a polícia de Massachusetts deve ter algum tipo de intercâmbio com a PM do Rio.Vira essa boca pra láDesde que Lula recomendou aos apóstolos da inflação que "tirassem o cavalo da chuva", aí mesmo é que não chove mais. Essa não!Antes que a oposição levante novas aleivosias contra Dilma Rousseff, a ministra não teve nada a ver com a operação de compra e venda das Aerolíneas Argentinas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.