Argentino é preso com 1 kg cocaína em Alagoas

O argentino Marcelo Rafael Manuel Nistico, 34 anos, foi preso ontem em Maceió por agentes da Polícia Federal com um quilo de cocaína. Ele está preso na superintendência da PF em Alagoas, acusado de tráfico internacional de drogas. Marcelo tem visto de permanência no Brasil até 2009. Ele trazia a droga da Bahia, num ônibus da Empresa Senhor do Bomfim. O ônibus foi parado numa blitz, realizada por policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, na rodovia AL-220, em Barra de São Miguel, a cerca de 40 quilômetros de Maceió. Segundo o delegado da PF, Paulo Bezerra, esta foi a maior apreensão da droga em Alagoas. Bezerra também não descarta a possibilidade de o argentino pertencer a uma quadrilha de traficantes que estaria agindo em Maceió. "Estamos investigando todas as hipóteses, inclusive de uma quadrilha que ele possa fazer parte. Entretanto, não é nada certo e não podemos revelar detalhes para não prejudicar as investigações", declarou Bezerra, acrescentando que há três meses a PF investiga as atividades do argentino no Brasil. Durante a revista no ônibus que vinha de Salvador (BA), os policiais acharam a droga escondida dentro da bolsa do argentino, camuflada numa bexiga de ar, com a intenção de prejudicar uma possível ação de cães farejadores. Policiais da DRE passaram toda a manhã de ontem realizando diligências com o preso. "Ele mora há algum tempo em Maceió, onde possui dois endereços. Por isso, estamos checando estas casas para ver se encontramos algo mais", declarou Bezerra. Segundo ele, o argentino ficará detido no prédio da PF, até que o juiz da Vara de Entorpecentes determine sua transferência para um dos presídios alagoanos. Se for julgado culpado, Marcelo poderá pegar uma pena que varia de quatro a 12 anos de cadeia. Argentino é preso com 1 kg cocaína em Alagoas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.