Arma usada por Fernando era de policial sobrevivente

Uma das armas usadas pelo seqüestrador Fernando Dutra Pinto para dominar o apresentador Silvio Santos era do policial civil Reginaldo Guatura Nardes. A descoberta é da Corregedoria da Polícia Civil. O revólver calibre 38 pode ser o mesmo apreendido com a assaltante Josiane dos Santos, em 1995, que está foragida e é agora investigada pela Delegacia Anti-Seqüestro (Deas), sob suspeita de ter alguma ligação com a quadrilha - um dos três revólveres de calibre 38 encontrados com eles está registrado em nome dela.Nardes afirmou que estava com a arma, usada depois por Fernando, desde que havia recebido ordem para mantê-la sob sua guarda. Ele foi o único dos três policiais do 91º DP a sobreviver ao tiroteio com o seqüestrador no dia 29, no flat L´Etoile, no residencial 2 de Alphaville, em Barueri, na Grande São Paulo. Em seu primeiro depoimento à corregedoria, Nardes não havia mencionado o revólver. Nesta segunda-feira, negou que tivesse perdido a arma. Afirmou, no entanto, que se desfez do revólver no corredor do flat após tê-lo descarregado. Em seguida, se escondeu num dos quartos para escapar. O seqüestrador matou dois companheiros de Nardes, que foi baleado no ombro. Antes de fugir, apanhou o revólver e, com ele e uma pistola semi-automática de calibre 380, invadiu a casa de Silvio Santos no dia seguinte.O policial também não soube informar à corregedoria onde está a pistola calibre 380 que ele também estaria usando no dia do tiroteio. Para a entidade, a atitude do policial em se desfazer do revólver é estranha. Os corregedores ainda não sabem que arma estava com o investigador Tamotsu Tamaki, um dos mortos. O seqüestrador foi ferido por um tiro da pistola calibre 45 usada pelo outro policial morto, Marcos Amorim Bezerra. Até o fim da semana, deverá sair o laudo de balística definindo quem atirou em quem no flat. A corregedoria também deve fazer reconstituição do crime. Já está decidido que será pedido afastamento de Nardes e do delegado-titular do 91º DP, Armando Bélio, que, sabendo da ação, não teria pedido ajuda à Deas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.