Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Armamento apreendido na Argentina seria encomenda do Comando Vermelho, diz jornal

Facção receberia mais de 300 armas de guerra que vinham dos Estados Unidos

O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2018 | 09h29

Mais de 300 armas de guerra e uma "importante quantidade" de munição foram apreendidas pelas forças de segurança da Argentina nessa sexta-feira, 2, segundo o jornal La Nacion. 

A publicação argentina indicou que a facção criminosa Comando Vermelho (CV) seria a compradora do arsenal, proveniente dos Estados Unidos. No Brasil, o CV opera, principalmente, no Rio de Janeiro.  

De acordo com o La Nacion, parte das armas foi encontrada em imóveis localizados em Campana, cidade próxima de Buenos Aires, e quatro suspeitos foram presos. Ainda segundo o jornal, empresas fantasmas instaladas no país sul-americano seriam usadas para possibilitar a chegada do armamento ao Rio de Janeiro. 

As investigações que levaram à apreensão teriam começado há três semanas, quando as autoridades argentinas receberam um alerta do Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos (Homeland Security).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.