Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Armamento apreendido na Argentina seria encomenda do Comando Vermelho, diz jornal

Facção receberia mais de 300 armas de guerra que vinham dos Estados Unidos

O Estado de S.Paulo

03 Novembro 2018 | 09h29

Mais de 300 armas de guerra e uma "importante quantidade" de munição foram apreendidas pelas forças de segurança da Argentina nessa sexta-feira, 2, segundo o jornal La Nacion. 

A publicação argentina indicou que a facção criminosa Comando Vermelho (CV) seria a compradora do arsenal, proveniente dos Estados Unidos. No Brasil, o CV opera, principalmente, no Rio de Janeiro.  

De acordo com o La Nacion, parte das armas foi encontrada em imóveis localizados em Campana, cidade próxima de Buenos Aires, e quatro suspeitos foram presos. Ainda segundo o jornal, empresas fantasmas instaladas no país sul-americano seriam usadas para possibilitar a chegada do armamento ao Rio de Janeiro. 

As investigações que levaram à apreensão teriam começado há três semanas, quando as autoridades argentinas receberam um alerta do Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos (Homeland Security).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.