Arquibancada cai e fere foliões no Paraná

Pelo menos 30 pessoas ficaram feridas na noite do último domingo, quando parte de uma arquibancada tubular, instalada em uma das ruas de Tibagi, a 220 quilômetros de Curitiba, na região central do Paraná, desabou pouco antes do início do desfile de carnaval. A arquibancada foi encomendada pela prefeitura e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, não atendia a todos os requisitos de segurança. Dos feridos, apenas um, que fraturou o fêmur, permanecia internado em observação na tarde de ontem.Mesmo sem qualquer pessoa procurar a delegacia, o delegado João Manoel Garcia Alonso Filho instaurou um procedimento investigatório. Mais de 300 pessoas estavam sentadas na arquibancada no momento do acidente. A maioria conseguiu fugir quando começou a ouvir barulhos na estrutura. O capitão do Corpo de Bombeiros de Telêmaco Borba, Luciano José Ignácio, disse que, no último dia 24, a prefeitura foi notificada de que havia várias irregularidades relacionadas à segurança, como falta de projeto de prevenção de incêndio e locais de saída rápida. Um eletricista assinava como responsável técnico pela obra. O Corpo de Bombeiros deixava claro que, sanados os problemas, deveriam ser chamados para nova inspeção, e proibia o uso do local naquelas condições. Nenhum funcionário da prefeitura foi encontrado para falar sobre o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.