Arquiteto é indiciado por mortes em alagamento em shopping no Rio

O arquiteto Fernando José Paulino Frascari da Silva, de 41 anos, foi indiciado pela morte de seis pessoas no estacionamento do Penha Shopping durante a enchente que atingiu o Rio em 27 de janeiro. Ele responderá pelo crime de homicídio culposo (sem intenção), cuja pena é de um a quatro anos de prisão. O arquiteto foi responsável pela adaptação do prédio na Avenida Braz de Pina 150 num shopping center. "Como responsável pelas obras ele foi negligente na feitura de uma comporta para conter alagamentos comuns naquela região. A comporta foi feita sem um projeto próprio, sem que tivesse sido feito um cálculo sem estudo do material apropriado", afirmou o delegado Eduardo Freitas, titular da 22ªDelegacia de Polícia (Penha). O inquérito será encaminhado hoje para o Ministério Público Estadual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.