Arquitetos expõem idéias para o Centro de São Paulo

A maquete da Praça do Patriarca totalmente remodelada, com o acesso à Galeria Prestes Maia coberto por uma estrutura metálica, e o asfalto substituído por um mosaico português nas cores rosa, preto e branco, é um dos dez projetos que serão expostos a partir do dia 12, às 20 horas, na sede do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), na Rua Bento Freitas, 306. Denominada "O Centro de São Paulo pelos Arquitetos", a exposição terá maquetes, fotos e plantas. "A intenção é demonstrar que a degradação da região central da cidade tem solução", destacou o presidente do IAB, Gilberto Bellezza. A questão será discutida em palestras programadas para os dias 27 e 29. Uma das convidadas a participar é a prefeita Marta Suplicy (PT). Alguns projetos tiveram suas obras executadas, enquanto outros aguardam a disponibilidade de verbas por parte do poder público. A falta de dinheiro, por exemplo, não foi problema para a criação do Centro Cultural Banco do Brasil, do arquiteto Luiz Telles, que será inaugurado no dia 21 de abril na esquinas das Ruas Álvares Penteado e da Quitanda. Já o Viva o Centro levou cerca de oito anos para obter recursos para promover a revitalização da Praça do Patriarca.Política urbana"A região central está degradada, encontra-se numa situação muito triste, mas que pode ser mudada com investimentos e a adoção de uma política urbana", disse o presidente do IAB. "Sabemos que a administração não tem recursos financeiros suficientes para proceder a essa revitalização, mas precisa criar mecanismos de incentivo para que a iniciativa privada e a sociedade organizada contribuam para a realização das obras." Bellezza entende que a recuperação da Pinacoteca do Estado, do Vale do Anhangabaú e a criação da Sala São Paulo na Estação Júlio Prestes já estão contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da região. "A exibição de projetos ilustra a melhor maneira para se recuperar o centro de São Paulo", afirmou o presidente do IAB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.