Arrasta-pé em busca do voto

Ao lado de Tasso, Serra visita duas festas populares no Ceará e arrisca passos de forró

Moacir Assunção. Enviado especial a Massapê (Ce) e Marco (Ce), O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2010 | 00h00

Na luta para conquistar mais votos no Nordeste, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, foi prestigiar duas festas do chitão - espécie de celebrações pós-juninas - em dois municípios do interior do Ceará, Massapê e Marco.

 

Veja também:

Tucano cutuca Dilma no Twitter: ‘Não há perigo de eu assinar sem ler’

 

Serra também visitou outras três cidades da região norte do Estado, sempre na companhia do candidato do partido ao Senado, Tasso Jereissati, e do candidato ao governo do Estado, Marcos Cals.

Ao chegar à festa na cidade de Massapê, Serra foi anunciado com empolgação pelo apresentador do evento: "É o carequinha ou não é?" Na sequência, o tucano foi abordado por moradores do lugar que queriam apertar sua mão e pediam-lhe para tirar fotos ao seu lado.

A comitiva que acompanhava os candidatos tucanos assistiu de perto à exibição da tradicional Quadrilha Esperança, que se apresentava em frente à Igreja Matriz. Já Serra, Tasso, Cals e o candidato a vice-governador, Pedro Fiúza, acompanharam o evento de um camarote.

Quando Serra se preparava para sair, o locutor pediu que ele dançasse forró e o candidato arriscou alguns passos. Mais habituado ao ritmo, Tasso fez bonito ao dançar com uma eleitora.

Ao fundo, o músico Luiz Gonzaga era homenageado numa canção que contava a história da fictícia moeda "gonzagão", descrevendo uma reunião na Casa Branca para "descobrir quantos dólares vale um gonzagão".

Em Marco, onde se apresentava o cantor Reginaldo Rossi, Serra atravessou um corredor humano e conversou com eleitores. Apertou muitas mãos, tirou fotos e também dançou forró com uma mulher.

Antes, para chegar à cidade, a comitiva tinha enfrentado uma perigosa estrada de terra, em obras. Os carros do grupo se deslocaram com grande dificuldade para chegar até o município.

Serra dormiu em Acaraú, numa fazenda de propriedade do deputado estadual João Jaime (PSDB). O candidato tucano voltaria para São Paulo ainda ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.