Arrastão e tiroteio causam pânico na zona norte do Rio

Motoristas e pedestres que passavam pela Avenida Presidente Vargas, na zona norte do Rio de Janeiro, no final da noite desta quarta-feira, viveram momentos de pânico diante da ação de um grupo de cinco homens que realizaram um arrastão, no trecho em frente à sede da Empresa de Correios e Telégrafos. Policiais militares do Batalhão mais próximo foram acionados e, ao chegarem a local onde o bando agia em meio a motoristas e pessoas que andavam pela avenida, trocaram tiros com os criminosos. Três assaltantes foram detidos, dois menores de 18 anos, mas os outros dois conseguiram fugir através de um terreno baldio. Contra a violência Na manhã de ontem, a analista de sistemas Sandra Ramos Decorte, de 48 anos, foi assassinada com um tiro, durante um assalto, quando ia trabalhar, em Botafogo, na zona sul. Revoltados, os funcionários da Dataprev, onde Sandra trabalhava, fizeram uma manifestação. Eles interromperam o trânsito e denunciaram a falta de policiamento. As buscas aos ladrões foram intensificadas. Os adolescentes acabaram sendo encaminhados à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). O tiroteio causou desespero nas pessoas. Alguns motoristas voltaram pela contramão com medo de serem atingidos pelos disparos. As informações são da GloboNews.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.