Arrastão e tiroteio em edifício de luxo na zona Sul de SP

Um grupo de pelo menos 15 homens armados de fuzis, metralhadoras e pistolas permanceu por mais de uma hora no interior do Edifício Saint Hilaire, condomínio de alto padrão, com um apartamento por andar, num total de 20, na esquina da Rua Curitiba com a Rua Tumiaru, na região de Vila Mariana, zona Sul da capital paulista.Por volta das 19h desta terça-feira, usando capuzes de motoqueiros, nos quais a palavra "polícia" estava estampada, os bandidos renderam os seguranças do prédio, pertencentes àempresa Haganá. Um dos veículos em que os bandidos chegaram ao prédio, um Gol branco, descaracterizado, é suspeito de ser clonado, pois possui o logotipo da firma de segurança.Moradores eram rendidos no saguão do prédio enquanto outros subiam para seus apartamentos com os assaltantes. Pelo menos cinco residências foram invadidas segundo a perícia, que esteve no local.No momento em que os bandidos fugiam, um dos seguranças da Haganá, identificado apenas como Alexandre, tentou reagir e acabou sendo baleado seis vezes. O rapaz foi levado ao Hospital do Servidor Público Municipal, na região da Vergueiro, onde passou por cirugia e corre sério risco de morte.Agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) e daDelegacia do Paraíso foram para o local, mas nenhum bandido acabou localizado. Foram encontrados, apenas, três veículos: umSantana preto, placas DFT 2960/SP, com marcas de tiros, na Rua Luiz Gottfchalh, paralela à Rua Curitiba; outro Santana, também preto, na divisa da capital com Diadama; e um Gol branco, placasCNY 7866/Santo André, supostamente clonado, na mesma região do assalto.O caso está registrado no 36º Distrito Policial, do Paraíso, cujo delegado, Roberto Krasovick, não quis fornecer detalhes sobre o arrastão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.