Arrecadação em SP fica dentro do previsto, diz Alckmin

O governador Geraldo Alckmin informou hoje que o valor da arrecadação de agosto último no Estado ficou em torno de R$ 1,8 a R$ 1,9 bilhão. O montante arrecadado, segundo ele, "praticamente empatou com o que estava previsto no orçamento". "Vínhamos perdendo a arrecadação no primeiro semestre. Tivemos uma queda forte até julho, uma média de 3% ao mês, cerca de R$ 500 milhões", disse o governador.Ele ressaltou a importância do governo paulista ter realizado o ajuste fiscal que permitiu a recuperação da capacidade de investimento do Estado, apesar da redução da carga tributária. Sobre a arrecadação dos primeiros dias de setembro, Alckmin disse que até ontem, a perda tinha sido de R$ 3 milhões. "Mas setembro não deve ter uma queda muito grande", previu. Ele explicou que no "quinto dia útil de cada mês ocorre a maior arrecadação do Estado, que é de 45%. Em setembro, este valor alcançou R$ 956 milhões, o que, segundo Alckmin, já era esperado. O governador deixou o trecho oeste do Rodoanel, após uma vistoria. A previsão é entregar a totalidade de trechos até o final de setembro ou início de outubro.

Agencia Estado,

06 de setembro de 2002 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.