Arrecadou-se 60,4% mais IPTU em apenas 8 anos

Em fevereiro de 2008, o governador José Serra afirmou, em discurso na Baixada, que ao sobrevoar a Praia Grande só ficou imaginando "IPTU, IPTU, IPTU", conforme via edifícios. Em 2008, a prefeitura arrecadou R$ 130,2 milhões com o imposto, 60,4% a mais que os R$ 51,5 milhões de 2000. O município atrai cada vez mais a classe média e média baixa. "Santos está saturada e se tornando cada vez mais elitizada, com imóveis de alto padrão. Já os apartamentos em Praia Grande custam até 60% do valor dos de Santos", afirma o delegado regional do Creci no litoral sul, Paulo Wiazowski. Com 22 km de orla, o preço do m² de frente para o mar de Praia Grande custa em média R$ 2,5 mil, enquanto em Santos varia de R$ 2 a 12 mil. Como a cidade tem área de 149 mil km², a secretária de Habitação e Meio Ambiente, Maria Rosinda Campos Johns, afirma que há muito para onde expandir. O saneamento básico da cidade, comandada há três mandatos por prefeitos tucanos, tem recebido fortes investimentos do governo do Estado. Dentro do Programa Onda Limpa, Praia Grande terá R$ 184 milhões, até 2010, para construção de um emissário submarino, uma estação de pré-tratamento, 186 km de redes coletoras e 28.700 ligações domiciliares. Embora admita que ainda haja invasão de áreas de preservação, Rosinda afirma que a situação é "controlada" é não há favelização. O promotor de Justiça Carlos Cabral endossa. "Quando a prefeitura não consegue conter invasões, nós abrimos ações."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.