Artistas em campanha contra exploração sexual infantil

O Palácio Laranjeiras, residência oficial do governo do Estado do Rio, transformou-se nesta quarta-feira em estúdio fotográfico para receber artistas, cantores e esportistas que aderiram à campanha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no Estado.A campanha, lançada em dezembro e coordenada pela Secretaria Estadual de Ação Social e Cidadania, pretende distribuir até o carnaval 710 mil panfletos e folhetos, em inglês, espanhol e francês, nas praias, hotéis, bares e restaurantes da cidade.Serão confeccionados ainda 200 mil broches e adesivos, além de 5 mil cartazes. Este é o segundo ano do projeto contra a exploração sexual infantil.Em um ano, segundo a secretária de Ação Social, Rosinha Matheus, primeira-dama do Estado, o Ministério Público e a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) prenderam 26 pessoas em flagrante, instauraram 36 inquéritos e visitaram 72 estabelecimentos comerciais, dos quais três foram fechados. A polícia autuou ainda 27 hotéis, 42 motéis, 17 termas e 38 boates. Atualmente, a DPCA investiga 51 casos.?Eu acho que esta campanha é muito importante para alertar os pais para este problema gravíssimo, que é resultado, principalmente, da ausência de uma sólida formação familiar?, afirmou a atriz Nicete Bruno, a dona Benta, do Sítio do Pica-Pau Amarelo, programa infantil da Rede Globo. ?Nós, artistas, podemos e devemos ajudar.?O jogador de basquete Oscar Schimidt, do Flamengo, também participou das sessões de fotos, assim como as atrizes Fernanda Montenegro, Patrícia França e os cantores Emílio Santiago e Elba Ramalho, entre outros artistas.?A criança não tem consciência de que está sendo explorada, mas o adulto tem, por isso devemos denunciar esse crime?, disse o ator Márcio Garcia.A Secretaria de Ação Social mantém em funcionamento um disque-denúncia (telefone: 21-3399-3131) à disposição da população. Segundo Rosinha, em um ano, o serviço recebeu 1.125 ligações.?Cerca de 70% dos jovens sexualmente explorados são mulheres na faixa dos 15 anos?, disse a primeira-dama.As fotos serão reproduzidas em uma revista mensal e também nos cartazes e panfletos da campanha, que serão espalhados durante o desfile das escolas de samba, no Sambódromo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.