Artistas participam de protesto no Rio

Grupo combate a 'criminalização' de manifestantes por setores da sociedade

Adriano Barcelos, O Estado de S. Paulo

31 Outubro 2013 | 16h26

RIO - Cerca de 300 manifestantes fazem protesto diante do Fórum central do Rio de Janeiro. A manifestação faz parte do Grito da Liberdade, que defende entre outros temas o combate à criminalização dos manifestantes por setores da sociedade.

O protesto tem o apoio de atores ligados à Rede Globo e prevê ainda nesta quinta-feira passeata e manifestações de cunho artístico diante da Assembleia Legislativa do Rio, na Igreja da Candelária, na Cinelândia e na Lapa, bairro boêmio na região central do Rio.

Um dos manifestantes é Luís Henrique Nogueira, que participou do elenco do remake da novela Saramandaia. Ele diz que a ideia é trazer de volta a paz aos protestos. "Não sei de quem parte a violência, mas é importante que todos dialoguem". Perguntado se a classe artística não teria demorado muito a se posicionar, respondeu: "Todas as camadas da sociedade foram demorando a entender o que estava acontecendo. É um momento especial".

Outra atriz presente é Teresa Seiblitz, que se posicionou sobre vários temas, incluindo os black blocs. "É uma questão complexa, não tem como avaliar, se black blocs são isso ou aquilo. Não sei. Mas o mais plausível é que seja um jeito de se defender da polícia", concluiu a atriz.

Mais conteúdo sobre:
protestos Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.