Árvores caem no Tatuapé e moradores se revoltam

A queda de três árvores, com cerca de 12 metros de altura, no Parque Sampaio Moreira, no Tatuapé, em conseqüência das fortes chuvas que caíram na tarde e início da noite desta quarta-feira na zona Leste da capital, revoltou moradores do bairro. Eles culpam a Subprefeitura da Moóca de promover uma poda que consideram irregular eteria provocado o desequilíbrio das plantas."Eles não sabem que poda é o corte de pequenos galhos para fortalecer a árvore", comenta uma moradora de prenome Sílvia. "Cortaram troncos deixando todo o peso em um único lado".A poda, na semana passada, fez com que no último sábado várias pessoas interferissem para impedir a continuidade dos trabalhos da subprefeitura no parque vizinho à estação Carrão do Metrô. A forte chuva e ventania da última segunda-feira, que destelhou a estação Tatuapé, não chegou a derrubar árvores do parque, mas podem tê-las abalado. Na noite desta quarta, começaram a cair, uma delas para o lado da rua, rompendo a fiação da telefonia na Rua Monte Serrat, onde fica a entrada principal do parque."Estamos nos mobilizando para criar uma associação de defesa do Parque Moreira Sampaio e um conselho gestor para substituir o administrador. Ele tem permitido, inclusive, que pessoas estacionem seus carros ali, quando vão apanhar o Metrô", comenta Sílvia. Ela integra um grupo que já obrigou a Subprefeitura da Móoca a retirar do parque uma pista de automodelismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.