Assaltante é morto em perseguição em SP

Policiais perseguiram na madrugada de hoje quatro homens e uma mulher que assaltaram um condomínio na zona norte de São Paulo. Após o assalto, o bando fugiu em uma Saveiro branca e foi seguido por uma viatura da polícia que estava perto do local do assalto. Policiais e assaltantes atravessaram a cidade e a perseguição só terminou na Avenida Sumaré, esquina com a Rua Cayowaá, no bairro de Perdizes. Um assaltante morreu e outro está internado no Hospital das Clínicas. Os demais fugiram.A ação dos criminosos no condomínio não durou mais que uma hora. Eles dominaram entre 20 e 30 moradores, que, aos poucos, foram levados para o salão de festas. Apenas três vítimas foram escolhidas e, em seus apartamentos, os ladrões apanharam dinheiro, jóias e outros objetos de valor.A caminhonete escoltada pela motocicleta com dois ocupantes despertou suspeitas nos integrantes de uma guarnição de Tático Móvel do 9.º BPMM. Assim que se iniciou a perseguição, o homem que estava à garupa da motocicleta empunhou um metralhadora e disparou tanto em direção à viatura, quanto à calçada para provocar tumulto. Nas paredes de uma drogaria e no carro ocupado pelos policiais ficaram as marcas das rajadas de metralhadora.A perseguição seguiu em diração à Ponte da Casa Verde, Avenida Pacaembu e Rua Turiassu. No caminho a Saveiro danificou vários veículos estacionados, raspando nas laterais. O marginal dirigia em zig zag para tentar escapar aos tiros disparados pelos Pms. Provavelmente foi atingido quando estava chegando à Av. Sumaré e. desgovernado, o carro bateu no Voyage que estava em frente à Pizzaria Papa Genovesi.Nenhum dos dois assaltantes baleados portava documentos. Um deles, que aparentava 25 anos, já chegou morto ao Hospital das Clínicas. O outro ficou internado. As vítimas de roubo foram ao hospital e identificaram os dois como integrantes da quadrilha que assaltou o condomínio.Os objetos roubados estavam na Saveiro junto com um pistola calibre 45 e um revólver 38 e foram encaminhados ao 23.º DP, de Perdizes, para serem devolvidos a seus proprietários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.