Assaltante é morto por policial dentro de van no Rio

O assaltante Bento Floripes, de 25 anos, foi morto com dois tiros pelo policial militar Matheus dos Reis Videira ao tentar assaltar 14 pessoas no interior de uma van na manhã desta segunda-feira, 23, na Ponte Rio-Niterói. O passageiro Flávio Andrade, de 26 anos, foi ferido de leve por estilhaços de bala na barriga, mas não precisou de atendimento médico.Penúltimo a entrar na van, que faz o trajeto Charitas-Gávea, Floripes sentou-se na última fileira. Na altura do pedágio da ponte, ele fingiu passar mal, levantou-se para falar com o motorista e anunciou o assalto. Segundo relato dos passageiros à polícia, ele ameaçou atirar se alguém escondesse qualquer objeto de valor.Atento à movimentação do criminoso por meio do retrovisor da van, o soldado pôs sua pistola particular debaixo da perna e reagiu quando ia ser revistado. Floripes foi baleado na cabeça e no pescoço. "Eu só fiz o meu trabalho de policial: protegi a sociedade. E ele fez um disparo contra mim", contou.A reação do soldado, lotado no Hospital da Polícia Militar (HPM) de Niterói e que estava sentado no banco da frente, foi elogiada pelos passageiros. "Ele mostrou coragem e agiu corretamente. Esperou o momento certo para atacar, não pondo em risco a nossa vida", disse a babá Luciane Rangel de Lima, de 39 anos, que ia para o trabalho, no bairro das Laranjeiras (zona sul). "Ele fez o primeiro disparo e já se identificou como policial. Isso nos acalmou", completou.O delegado Luis Lima, da 17.ª DP, informou que foi encontrada na van uma cápsula deflagrada do revólver usado pelo assaltante. "Um outro motorista teria sido assaltado por ele hoje de manhã". O soldado vai responder em liberdade ao inquérito de auto de resistência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.