Assaltante quer transferência para o PR

A Polícia Federal informou esta manhã ao ministro da Justiça, José Gregori, que Marcelo Boreli, que comandou o assalto a um carro-forte, no Aeroporto Internacional de Brasília, no ano passado, e que mantém como refém um carcereiro da Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, quer ser transferido para o Paraná. Agentes da PF e policiais militares permanecem no local, fortemente armados, desde às 8 horas. Dois delegados tentam negociar com o preso: o chefe do Comando de Operações Táticas da PF, Daniel Sampaio, e o coordenador regional de polícia da Superintendência da PF, Romulo Berredo.O Ministério da Justiça informou esta manhã que coincidentemente chegou ontem a Brasília uma autorização de um juiz do Paraná para a transferência do assaltante Marcelo Boreli para aquele Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.