Assaltantes deixam bilhete após levarem R$ 160 mil de banco

No lugar do dinheiro, foi encontrada nota que dizia 'cem arma, cem drogas, cem violência - é nois (sic)'

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

07 Outubro 2008 | 14h35

Assaltantes invadiram um posto bancário do Santander na madrugada de segunda-feira, 6, no Centro de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, e no lugar dos cerca de R$ 160 mil que estavam dentro do cofre da agência, deixaram um bilhete informando que não usaram armas nem drogas para cometer o crime.   O furto foi percebido por Jair Pereira Cardoso, funcionário do banco, quando chegava para trabalhar. Além da falta de energia na agência, ele viu um buraco no forro e acionou a Polícia Militar.   Dentro da sala do cofre foram encontrados uma marreta, chaves de fenda e dois pés-de-cabra, além de um bilhete com a seguinte mensagem: cem arma, cem drogas, cem violência - agradecemos a preferencia e acima de tudo nossa percistencia - é nois (sic).    A ação pode ter ocorrido durante o final da noite domingo, quando a maior parte da força policial estava ocupada com as eleições municipais na cidade. Eles entraram pelo telhado do prédio, arrebentaram o forro de madeira e arrombaram o cofre forte. O sistema de alarme que não é monitorado por empresas de segurança ou pela polícia, foi desligado.   Nesta terça-feira, 7, a Polícia Civil informou que fortes suspeitas indicam a participação de mecânicos no roubo, pois existe graxa nas ferramentas abandonadas na agência. Mecânicos autônomos e oficinas de consertos de carros estão sendo investigados.   (Com João Naves de Oliveira, de O Estado de S. Paulo)

Mais conteúdo sobre:
Mato Grosso do Sulassalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.