Assaltantes eram vizinhos de família que fizeram refém

Os assaltantes que fizeram uma família refém por mais de seis horas nesta quarta-feira, 23, são vizinhos das vítimas. Um dos assaltantes mora a duas quadras da casa invadida, em Cidade Líder, na zona leste de São Paulo.O caso aconteceu na casa do comerciante José Rodrigues, de 59 anos. Ele, que é português, vinha do Canindé. "Tinha ido assistir ao jogo da Lusa com o Sport", afirmou o comerciante após a libertação. Rodrigues foi rendido depois de estacionar seu carro na garagem. Seu filho, Fernando, 19 anos, ouviu o barulho dos ladrões e chamou a polícia.Os criminosos exigiram a presença de equipes de televisão para liberarem os reféns. À 1h30, a mãe de um dos assaltantes - identificado como Tiago - chegou na casa e a tensão aumentou. A mãe convenceu seu filho a render-se, mas o outro ladrão não gostou da idéia. Os dois discutiam.O pior momento, porém, veio no fim. Depois de mais de seis horas, a mulher de Rodrigues, Ione, desmaiou. "Eu pensei que ela tivesse tido um enfarte", afirma Rodrigues. "Os ladrões se desesperaram, ficaram mais desnorteados do que a gente. Então eu abri a porta, não quis nem saber. Eu e meu filho abrimos a porta e a arrastamos para fora da casa." Ione, caída no chão, foi atendida pelos bombeiros, que constataram que era apenas um mal estar. Os dois criminosos acabaram detidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.