Assaltantes invadem casa e espancam idosa até a morte no PR

Irmã da artista plástica polonesa Irene Rolek também foi agredida, mas passa bem; dois suspeitos foram presos

Evandro Fadel, O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2008 | 21h04

A polonesa Irene Rolek, de 87 anos, que vivia desde criança em Curitiba, foi morta por espancamento na madrugada desta quarta-feira, 6, por pelo menos duas pessoas que invadiram a casa onde morava, no bairro São Francisco, próximo ao centro de Curitiba. Sua irmã, Sophia, de 86 anos, também foi agredida. Ela foi socorrida a tempo e está em observação no Hospital Evangélico. Dois suspeitos foram presos.   O delegado de Furtos e Roubos, Luiz Carlos de Oliveira, disse que os agressores provavelmente estariam tentando um furto à residência das idosas e escolheram entrar pelo telhado. No entanto, o teto da casa cedeu e eles caíram dentro do quarto. Irene, que era artista plástica, acordou assustada e começou a gritar, sendo espancada e morta. É possível que os agressores pensaram que sua irmã também tivesse morta e fugiram.   A polícia foi chamada por vizinhos que ouviram os gritos. No quintal de uma casa vizinha, a polícia encontrou um revólver calibre 38, com a numeração raspada, além de um par de tênis sujo de sangue. São as únicas pistas que tinha até esta tarde. O delegado disse que vai aguardar a recuperação de Sophia para que ela seja ouvida e possa informar se foi roubado alguma coisa.

Mais conteúdo sobre:
polonesa Curitiba polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.