Assaltantes são mortos em São Paulo

Dois homens que haviam assaltado, às 22h00, uma estudante, na região Lapa, e roubado seu auto Vectra vermelho, foram executados a tiros, na madrugada deste domingo, em frente ao número 33 da Aifuca, no Alto de Pinheiros, zona oeste de São Paulo.A Equipe E/Sul do DHPP foi acionada pelo delegado do 14º DP - Pinheiros para investigar o duplo homicídio. No momento em que foi assaltada pelos dois marginais, Glória Viana de Almeida, de 19 anos, estava em companhia do amigo Antonio Carlos da Silva Pinto.O casal ficou sem seus aparelhos celulares, cartões bancários e de crédito e talões de cheques. A polícia foi avisada, e o roubo registrado no 7º DP - Lapa. Os estampidos naquela rua calma do Alto de Pinheiros foram ouvidos à 1h20.Novamente a PM é acionada por telefone, e, ao chegar, os policiais encontram um homem caído na rua, e outro na calçada, ao lado do veículo, que estava com as portas abertas.Testemunhas dizem que os autores desse duplo homicídio teriam fugido em um auto Peugeot bege. Os dois mortos foram reconhecidos por Glória e Antonio Carlos como sendo os mesmo que os assaltaram. Estranhamente não foram encontradas as armas que eles usaram para intimidar o casal.Um dos mortos é mulato, de 1m75 de altura, magro, aparentando 26 anos e estava usando calça marrom e camiseta preta. O outro, parecendo ser um pouco mais velho, é branco, forte, tinha bigode e uma tatuagem na perna direita. Estava usando uma bermuda alaranjada e camiseta cinza.Há grande possibilidade de os autores dos disparos terem seguido os assaltantes, durante pouco mais de três horas, e aproveitado para assassiná-los naquele local, onde, naquele horário, parecia não haver testemunhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.