Assaltantes se entregam após manter reféns em joalheria em Porto Alegre

Troca de tiros aconteceu com a chegada da viatura da Polícia Militar ao local, informou um agente

24 Março 2012 | 12h52

SÃO PAULO - Após três horas e meia de negociações com agentes da polícia militar, quatro assaltantes que mantinham reféns em uma joalheria, acabam de se entregar, neste sábado, 24, segundo informações da Brigada Militar de Porto Alegre.

De acordo com a polícia, os suspeitos entraram na Joalheria de Conto por volta das 8h56, localizada no número 3408 da Avenida Farrapos, Zona norte de Porto Alegre. Uma testemunha não identificada notou a movimentação no interior da loja e acionou a Brigada Militar pelo número da emergência, 190.

Uma troca de tiros aconteceu com a chegada da viatura da Polícia Militar ao local, informou um agente da Brigada, e um agente foi baleado nas costas. Após os disparos, os suspeitos aglutinaram-se no interior da joalheria, onde mantiveram até às 12h30, deste sábado, três reféns, a princípio, identificados como funcionários da loja.

O policial baleado foi levado para o Pronto Socorro de Porto Alegre e os assaltantes serão levados para uma delegacia e autuados, a princípio, por tentativa de roubo, cárcere privado.

 
Mais conteúdo sobre:
Porto Alegrejoalheriaassalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.