Assalto a banco em aeroporto termina com dois presos

Policiais do Batalhão de Ploliciamento em Áreas Turísticas (BPTur) prenderam dois dos três assaltantes que invadiram a agência do Unibanco do Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador. Houve troca de tiros com policiais de vários batalhões das redondezas e um dos assaltantes, de nome ignorado, foi baleado com sete tiros disparados pelos policiais, que os perseguiram até o estacionamento do aeroporto. Depois de ser atendido no local, o assaltante foi levado para o hospital Paulino Werneck, no mesmo bairro. Jefferson Ribeiro Ceia, de 23 anos, é o segundo assaltante preso, e foi levado para a Delegacia de Roubo e Furtos (DRF), no subúrbio de Pilares. Um terceiro criminoso teria fugido a pé. Policiais civis do próprio aeroporto chegaram a abordar um Del Rey, suspeito de estar sendo usado para a fuga, mas o carro foi liberado em seguida.De acordo com o inspetor civil Nilson de Almeida Lima, que participou da troca de tiros, os bandidos chegaram portando crachás falsos da Infraero, renderam os vigilantes do banco, roubaram clientes e funcionários e fugiram com uma bolsa azul, onde guardavam o dinheiro roubado. A quantia resgatada não foi revelada. Também foram recuperados celulares e jóias. Teresa Pezza, delegada especial do Tom Jobim, que no momento do assalto ao Unibanco estava fora, participando de um seminário sobre segurança, relatou que os próprios funcionários do banco dispararam o alarme. Imediatamente, policiais do Core (Coordenadoria de Operações Especiais) avisaram o BPTur via rádio, O batalhão deflagrou a operação com reforço de policiais do 10º BPM, 37º BPM e 41º BPM, da Polinter e da Polícia Federal. As operações do aeroporto Tom Jobim não chegaram a ser prejudicadas porque a agência do Unibanco está localizada no prédio da administração do aeroporto, entre os terminais de passageiros. De acordo com o soldado Eduardo, da Polícia Militar, os assaltantes estavam armados com pistola e revólveres calibre 38. A delegada Tereza considerou a operação satisfatória: "É fundamental quando a polícia consegue ser acionada a tempo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.