Assalto a banco termina com seis mortos no Ceará

Apenas um dos mortos era assaltante; os demais eram policiais e pessoas que passavam pelo local

Carmen Pompeu, da Agência Estado,

08 de fevereiro de 2008 | 18h39

olícia Militar e equipes da Delegacia de Furtos e Roubos ainda procuravam, no início da noite desta sexta-feira, 8, os suspeitos de roubar uma agência do banco Bradesco de Acopiara, região do Maciço do Baturité, a 84 quilômetros de Fortaleza. No roubo, ocorrido no início da tarde, seis pessoas morreram: três policiais, dois civis e um dos criminosos.   A quantia de dinheiro levada da agência não foi informada.  De acordo com testemunhas, cerca de dez homens participaram do crime. Armados com revólveres, escopetas e pistolas, eles renderam vigilantes, funcionários e clientes. No entanto, o gerente conseguiu acionar o alarme, o que chamou os policiais.   Os agentes chegaram quando os bandidos estavam saindo do banco, dando início ao tiroteio.  Na troca de tiros, morreram o subtenente Wagner Gomes Timóteo, o cabo José Tadeu Guimarães e o soldado Júlio Gilbran. Os três pertenciam ao destacamento local da PM.   Também morreram um mototaxista, conhecido como Chico Louro, e o vendedor de peixes identificado apenas por Edmilson, que estavam na calçada durante o tiroteio. Um dos ladrões também foi morto. O resto do grupo conseguiu fugir.    Os criminosos teriam seguido, conforme informações repassadas à polícia por testemunhas, para o município de Capistrano, vizinho à cidade de Acopiara.   Até o início da noite, segundo informou o Comando do Policiamento do Interior, foram encontrados apenas motos e um carro, que teriam sido usados pela quadrilha.     Texto ampliado com novas informações às 19h30

Tudo o que sabemos sobre:
assaltoviolênciaceará

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.