Assalto a banco termina sem feridos em Vitória

Quatro ladrões fizeram hoje 15 pessoas reféns em um assalto a uma agência do Banco Real, na Enseada do Suá, no centro de Vitória, capital do Espírito Santo. O assalto durou seis horas e mobilizou cerca de 60 homens da Polícia Militar. Uma tropa de elite foi mobilizada para uma possível invasão, que não ocorreu. O momento de maior tensão ocorreu no final da manhã, por volta de 11h10, quando foram ouvidos cinco tiros dentro da agência. Às 14h40, outros dois disparos foram efetuados. Ninguém ficou ferido."Nesse momento, pensávamos que algum refém estava morto mas graças a Deus foram tiros só para assustar mesmo", disse o juiz Antônio Leopoldo Teixeira, da Vara de Execuções Penais de Vitória, que participou das negociações para por fim ao assalto. Teixeira foi chamado ao local por exigência dos assaltantes. Eles queriam ainda coletes à prova de bala e um carro para fugir.O chefe do Departamento de Inteligência da PM, coronel Fernando Araújo, negou-se, porém, a entregar o carro, mas cedeu dois coletes em troca da libertação de alguns reféns.Eram 10h45 quando dois dos quatro assaltantes entraram na agência, com duas pistolas de brinquedo. Segundo um dos dois vigilantes do banco, eles ficaram próximos dos caixas, aguardando o sinal dos outros dois comparsas, que chegaram logo em seguida. Impedidos de entrar, já que estavam com armas de verdade e as portas travaram, eles anunciaram o assalto do lado de fora do banco.Foi a senha para que os dois assaltantes, que estavam dentro da agência, rendessem os vigilantes com as armas de brinquedo, obrigando-os a abrir o acesso da porta de entrada para que seus comparsas pudessem entrar. Um dos vigilantes, porém, conseguiu acionar o alarme. A polícia chegou ao local em 10 minutos.Às 11h40, uma mulher, que se identificou apenas por Tatiana, funcionária do banco, foi liberada pelos criminosos. Ela teve uma queda de pressão e foi socorrida por bombeiros. Às 14h30, outros dois reféns foram soltos. As outras vítimas ficaram na agência sob a mira dos ladrões até o fim do assalto. Os ladrões presos são Cosme de Aguiar Adrelino, 19 anos, Rodrigo Santos Pereira, 22, Alesandro Batista de Oliveira, 20, e Charles Rocha, 18 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.