Assalto e tiros causam pânico perto de escola em Realengo

Motorista foi baleado e roubado após sacar dinheiro na tarde desta terça-feira, perto da instituição em que 12 crianças foram mortas

Solange Spigliatti, Central de Notícias

12 Abril 2011 | 16h39

SÃO PAULO - Um assalto perto da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio, onde um atirador matou 12 crianças, assustou moradores da região na tarde desta terça-feira, 12.

 

Segundo informações iniciais da Polícia Militar, por volta das 15h30, dois homens em uma moto atiraram contra um motorista, perto da escola.

 

A vítima havia acabado de sacar cerca de R$ 300 de uma agência bancária da região. Os bandidos deram dois tiros, um deles no pneu do carro, o que fez o veículo parar.

 

Os criminosos fugiram levando o dinheiro, documentos, um cordão de ouro e o celular do motorista, que ficou ferido e foi levado para o Hospital Estadual Albert Schweitzer. Policiais do 14º BPM (Bangu) estão no local.

 

Veja também:

link PMs que agiram em Realengo são promovidos

link Polícia descarta ligação de atirador com grupos extremistas

link Duas vítimas de massacre continuam em estado grave

link Justiça autoriza quebra do sigilo eletrônico do autor de ataque

mais imagens Imagens do massacre em escola de Realengo

Mais conteúdo sobre:
realengo escola assalto tiros Rio massacre panico

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.