Assaltos a banco têm a primeira alta desde 2006 no Brasil, diz Febraban

Levantamento da organização aponta que houve 422 casos em 2011, aumento de 14,3% ante 2010

Estadão.com.br,

02 Março 2012 | 18h31

Os assaltos a bancos no Brasil voltaram a crescer em 2011, segundo levantamento da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O aumento foi de 14,3% em comparação com o ano anterior, segundo os dados do órgão. Foi a primeira alta desde 2006.

No ano passado, foram registrados 422 casos de assaltos ou tentativas de roubos a agências bancárias em todo o País. Em 2010, foram 53 registros a menos, 369 no total, de acordo com a Febraban.

O Brasil seguia a tendência, segundo a organização, e o número de crimes estava caindo gradativamente desde 2006 - quando aconteceram 674 assaltos -, mas voltou a subir após quatro anos. Os números foram apresentados durante reunião na Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf).

A associação afirmou que o crescimento é preocupante e ressaltou a importância das portas giratórias as agências. A Contraf defende que o período de queda no número de assaltos foi quando haviam o dispositivo de segurança nos bancos e repudia a atitude de alguns bancos removerem o item de segurança.

Em contraponto, a Febraban afirma que os bancos têm preocupação com a segurança dos funcionários e clientes e, por isso, há investimentos em diversos itens anualmente nas agências. E que cada local segue regras para a instalação de cada tipo de segurança, conforme a legislação.

Mais conteúdo sobre:
FebrabanassaltosbancoBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.