Assaltos e morte em estradas da Bahia

Três assaltos a ônibus ocorridos em estradas baianas evidenciaram mais uma vez a falta de segurança para as pessoas obrigadas a trafegar pelo interior do Estado, principalmente à noite. Os veículos foram atacados no município de Jequié, no sudoeste baiano, e em Juazeiro, no norte. Um motorista foi executado pelos bandidos que saquearam 60 passageiros.O primeiro assalto ocorreu no início da madrugada de ontem, na estrada que liga Jequié a Uruçuca. O ônibus da Viação Entram, que levava 20 passageiros para a cidade de Porto Seguro, foi atacado por uma quadrilha que colocou toras de madeira na estrada. O motorista Gilberto Luiz da Silva conseguiu, contudo, ultrapassar a barreira sem parar. Os bandidos perseguiram o veículo e mataram Silva a tiros. Em seguida entraram no ônibus e saquearam os passageiros.Os outros assaltos ocorreram num trecho da BR-407, na zona rural de Juazeiro. Os dois ônibus da Viação Gontijo, que viajavam em comboio, foram parados por volta das 3 horas da madrugada dessa sexta-feira, também com toras de madeira colocadas na estrada. Motoristas e passageiros foram saqueados. No sepultamento do corpo do motorista Gilberto Silva, em Jequié, os colegas dele fizeram uma grande manifestação no Cemitério de São Lázaro, pedindo previdências da polícia para evitar os assaltos que se tornaram constantes em todo o interior da Bahia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.