Assassino de fonoaudióloga é encontrado morto

O assaltante Marcelo Melo Gonçalves, de 37 anos, um dos três acusados de participar do assassinato da fonoaudióloga Márcia Lopes Lira, em Santa Teresa, e ferir a filha dela T., de 13 anos, na noite de quinta-feira passada, foi encontrado morto enforcado na cela da Polícia Interestadual (Polinter). Marcelo Melo Gonçalves estava preso desde sexta-feira, quando confessou ter participado do assalto. De acordo com os policiais, Marcelo estava preso num quarto que não tinha ventilação, e por isso foi colocado um ventilador. Marcelo teria usado o fio para se enforcar durante a madrugada.O crime, noticiado com grande destaque pelos jornais cariocas no sábado, chocou a opinião pública pela brutalidade absurda. A fonoaudióloga foi estuprada e depois assassinada com diversos golpes de faca. Sua filha também foi estuprada e assistiu à barbárie contra a mãe; foi internada em estado grave. No sábado, moradores de Santa Tereza fizeram manifestação contra a violência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.