Assembléia de SP escolhe sua nova frota

A Comissão de Licitação da Assembléia Legislativa de São Paulo marcou para amanhã a abertura dos envelopes com as propostas comercias para a compra de 94 carros de luxo para os deputados. Se fosse adquirido o mesmo modelo usado atualmente -Vectra GL da Chevrolet - a Casa gastaria mais de R$ 3,36 milhões, isto se praticado o preço mínimo de R$ 35.785 a unidade, conforme a tabela de Autos.São exigidos, entretanto, uma série de itens luxuosos como "air bag" duplo, ar condicionado, rádio e vidros elétricos nas 4 portas. Também está prevista a compra de 10 carros de serviço.Em junho, quando foi aberto o edital, o presidente da Assembléia, Walter Feldman (PSDB), disse que os equipamentos eram o "mínimo de conforto e segurança" para as viagens dos deputados. Os veículos velhos serão parte do pagamento.Três empresas se interessaram: General Motors, Volkswagen e Fiat. A última chegou a ser desqualificada, mas interpôs recurso e a comissão voltou atrás. A rigorosa observância dos itens exigidos parece importante. Em 1997, quando foram comprados os Vectras, uma concessionária Chrysler fez proposta um pouco mais barata, mas foi rejeitada, pois os carros, do modelo Neon, eram pretos e não cinza escuro, como exigido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.