Assembléia do Rio acaba com pensão para ex-governadores

Por 51 votos a favor e dois contra, a Assembléia Legislativa do Rio aprovou, em primeira discussão, o Projeto de Emenda Constitucional (PEC), do deputado Nilton Salomão (PSB), que acaba com a pensão especial para ex-governadores e ex-vice-governadores do Estado. A emenda só revoga o benefício para o governador que assumir o cargo no próximo mandato, que se inicia em 1º de janeiro de 2003. Os atuais beneficiários continuarão a receber o benefício. O ex-governador Anthony Garotinho, que requereu a pensão e suspendeu seu recebimento na semana passada, continuará com o direito a pedi-lo. O mesmo acontece com a atual governadora, Benedita da Silva, que poderá, depois de deixar o cargo, pedir a pensão, se desejar. O projeto tramitava desde 1997 e só foi colocado em votação depois da denúncia de que Garotinho conseguirá, aos 41 anos, aposentadoria especial no valor dos vencimentos de governador - R$ 9.600,00. O novo dispositivo será votado novamente no próximo dia 25, segundo informou o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Sergio Cabral Filho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.