Assentados tomam prefeitura no Sul

Um grupo de 300 agricultores assentados ocupou nesta segunda-feira a prefeitura de Tupanciretã, a 386 quilômetros de Porto Alegre, e obrigou o prefeito em exercício, Odilon Burtet (PPB), a deixar o local.Eles exigem que o município retome um convênio que vigorou até dezembro do ano passado com a Associação Riograndense de Empreendimento e Assistência Rural (Emater) e estão equipados para ficar no prédio vários dias.Burtet passou a tarde desta segunda-feira reunido com sua assessoria jurídica, para elaborar o pedido de reintegração de posse à Justiça, e anunciou que não vai negociar com os invasores.No final do ano passado, a prefeitura suspendeu o repasse mensal de R$ 3,6 mil que fazia para a Emater prestar assistência técnica aos agricultores, alegando que a associação priorizava os 16 assentamentos existentes no município em detrimento do restante dos produtores.O gerente regional da Emater em Santa Maria, Claudio Fioreze, afirma que, até a suspensão do convênio, eram atendidas 651 famílias de assentados e 358 famílias de pequenos agricultores e que os outros 200 produtores rurais do município são grandes proprietários, capazes de pagar assistência técnica privada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.