Associação de bairro que elegeu tucana perde projeto

O PC do B não titubeou em retirar o programa Segundo Tempo de uma comunidade carente na qual perdeu a eleição da associação dos moradores. Em maio do ano passado, o partido foi derrotado por uma filiada ao PSDB na disputa pelo comando da Associação dos Moradores de Alto da Ressurreição, bairro de Teresina.

, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2011 | 00h00

Meses antes, no poder da entidade, os comunistas registraram no endereço da associação um núcleo do Segundo Tempo. O muro e a logomarca estão lá até hoje, mas não há nada no local. Depois de maio, dirigentes do PC do B no Piauí retiraram o Segundo Tempo e montaram um núcleo clandestino perto dali.

"Queriam que gente fizesse o Segundo Tempo, mas desde que só o pessoal deles, contratado por eles, tocasse o projeto. E ainda queriam que pagássemos a merenda. São desonestos", disse Maria Zélia Honório da Silva, a tucana que agora preside a associação.

Em Campo Maior, um vereador do próprio PC do B critica o Segundo Tempo. Ele rompeu com a ala que dirige a Federação da Associação dos Moradores do Piauí. "Nunca vi esse projeto aqui na cidade. O dinheiro vem, mas não sei o que fazem com ele."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.