AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Associação tenta impedir destruição de armas no Rio

A Associação Nacional de Proprietários eComerciantes de Armas vai tentar impedir, "até o últimominuto", a destruição de 100 mil armas prevista para este domingo, às 12 horas, no Rio, disse neste sábado o advogado da entidade,Rodrigo Lustosa.Criada em 1999, a associação representa oitomil pessoas em todo o País e deve entrar neste sábado à tarde com onono mandado de segurança para tentar impedir a destruição, noAterro do Flamengo. Dois oito mandados, a associação já perdeu três. Deacordo com Lustosa, em todos os casos os juízes alegaram que opoder público tem autoridade para destruir as armas."Estamosfazendo apenas com que se cumpram as leis", afirmou o advogado.Segundo ele, há armas que não poderiam ser incluídas nadestruição. Ele citou as que teriam valor histórico e pelo menosuma que faz parte de um processo ainda em julgamento.Além disso, segundo o advogado, há armas novas que poderiam serencaminhadas à polícia. "A polícia reclama que tem carência de material emuitas das armas que serão destruídas poderiam ir para lá",disse Lustosa que, junto com Walter Bastos Kullinger, integra odepartamento jurídico da associação, cuja sede fica em Vilar dosTeles, na Baixada Fluminense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.