Ataques continuam: Bomba em shopping, escrivão baleado e banco incendiado

Na terceira noite da nova onda de ataques sobre o Estado de São Paulo, uma bomba de fabricação caseira explodiu do lado de fora do Shopping Aricanduva, na Vila Matilde, zona leste de São Paulo, sem deixar feridos. O caso será registrado no 66.º Distrito Policial, do Vale do Aricanduva. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, três veículos e o vidro de uma loja foram danificados com a explosão da bomba.Além disso, um escrivão do 92.º Distrito Policial, do Parque Santo Antonio, foi baleado em uma padaria na região de Campo Limpo. Um homem sozinho deu dois disparos à queima-roupa no escrivão e fugiu a pé.Uma agência do Banco Itaú, localizada na Avenida Celso Garcia, número 883, na zona leste, foi incendiada nesta noite. Três equipes do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local. Durante a tarde, mais ônibus foram incendiados na Grande São Paulo. Um ônibus foi incendiado por volta das 18h30 no município de Itaquaquecetuba. Segundo informações iniciais do Corpo de Bombeiros de Mogi das Cruzes, que mantém viaturas no local, o caso ocorreu no bairro Marengo. Ainda não há informações sobre feridos. Na região do ABC paulista, outro ônibus circular foi incendiado por volta das 17 horas na Rua dos Dominicanos, no município de Santo André. Ninguém ficou ferido. Uma hora antes, um ônibus de uma empresa de turismo que estava estacionado na Rua Altair, no Jardim Inamar, em Diadema, na Grande São Paulo, foi incendiado mas ninguém ficou ferido.Atualizado às 21h45

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.