Atirador do shopping condenado a 120 anos

O ex-estudante de medicina Mateus da Costa Meira foi condenado na noite desta quinta-feira a 120 anos e 6 meses de prisão pela morte de três pessoas, tentativa de homicídio de outras quatro e por ter posto a vida de 15 freqüentadores do cinema do Morumbi Shopping em risco no dia 3 de novembro de 1999.Pelos assassinatos e as tentativas, Mateus foi condenado a 110 anos e 6 meses de reclusão. Os outros 10 anos ficaram por conta do crime de periclitação de vida, cumpridos em regime semi-aberto. Na prática, Mateus ficará preso por 30 anos, em regime fechado, sem direito a nenhum benefício ? tempo máximo de permanência na prisão permitido por lei. Os jurados rejeitaram a tese da defesa, de que Mateus sofre de doença mental e, por isso, seria semi-imputável ? o que resultaria numa diminuição de até dois terços da pena. ?O réu queria matar e matar em grande estilo?, disse a juíza Maria Cecília Leone, que presidiu o julgamento. Segundo ela, Mateus ?planejou meticulosamente o crime e, de forma covarde, invadiu a sala para matar pessoas de bem?. A juíza ressaltou que o acusado, filho de família de classe média, ?se quisesse, poderia ter optado por outro caminho?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.